La_Femme_whatthefrance
Mai 04, 2021

La Femme | Artista do mês de Maio

Após um ano de espera devido à pandemia, La Femme finalmente lançou o seu terceiro álbum Paradigmes no dia 2 de Abril.

O novo álbum Paradigmes é um salto para o futuro da banda liderada por Sacha Got e Marlon Magnée, onde os músicos experimentam novos instrumentos e sons do seu conhecido universo electropop, enquanto mergulham em vários géneros musicais – todos eles atravessados por psicadelismo.

La Femme sempre foi boa a assimilar os sons do mundo contemporâneo. O seu álbum de estreia de 2013, Psycho Tropical Berlin, foi inspirado a partir de komische, surf-rock e cold wave. O seu sucessor, Mystère (2016), psico-disco misto, iconografia egípcia e hip hop dos anos 90. Paradigmes oferece um vislumbre da nossa maneira de ver o mundo, um turbilhão caleidoscópico numa dimensão diferente e vibrante.

Paradigmas

“Sempre que começamos a conceber um novo álbum, escrevemos várias canções, depois terminamo-las e escolhemos as nossas favoritas”, explica Sacha Got. “Paradigmes” é uma mistura de toda a música que amamos e nos divertimos a escrever. Há o jazz inspirado em Nova Orleães dos anos 30, rock e psicodelia dos anos 60, música country, ocidental e turca dos anos 70, música break dos anos 90, reggae, ópera…”

Disse-nos também que a experiência de fazer uma digressão pelo mundo para o seu álbum anterior, Mystère, os mudou profundamente. “O registo de Paradigmes foi o resultado de vários anos de trabalho em diferentes partes do mundo. Alugamos casas na Califórnia, Espanha e França, enquanto trabalhamos lado a lado em estúdios em Paris, Normandia e Biarritz”.

Os vídeos

Os clips que acompanham o álbum foram gravados num cabaré chamado Paradigmes, uma magnífica homenagem à estética burlesca que se enquadra tão bem no estilo de La Femme.

Letra da canção : “Nouvelle-Orléans”

“Pourquoi tant de peine ? Et pourquoi tant de haine ?
La vie m’a causé quelques problèmes
Mais j’ai pris le large et maintenant
Dans la nuit je pars et je quitte la maison
Et je laisse derrière moi un peu d’espoir
Et je pars en chantant
Et je pars en chantant…”

Uma canção como “Disconnexion”

Uma homenagem satírica e divertida ao filósofo Michel Foucault.

Uma canção como “Cool colorado”

Um tributo sensual aos cantore(a)s dos anos 60 e 70.

Para terminar em beleza, aqui estão as canções Made In France que La Femme escolheu exclusivamente para What The France ! 

WTF—Cover-Collab_ La femme
Curators

A Made In France Selection By La Femme

Enjoy a selection of made in France tracks handpicked by La Femme ! Ouvir agora