ncy_milky_band2_what_the_france
Mai 05, 2021

NCY Milky Band | Novo álbum “Burn’in”

A 4 de Maio, o grupo francês  NCY Milky Band lançou o seu primeiro álbum Burn’in. Este álbum oscila entre o jazz, o hip-hop e as influências electro: os sintetizadores lúdicos encontram uma secção rítmica escandalosamente groovy.

Formado a partir do núcleo de jazz da BMM records, o quarteto de jazz é composto por Louis Treffel nos teclados, Antoine Léonardon no baixo, Quenton Thomas no saxofone e Paul Lefevre na bateria

Burn’in” : Um estado de exaustão física, resultante de euforia prolongada causada por um bom tempo com os amigos. Os doentes com síndrome de Burn’in estão tão exaustos pelo riso e pelo seu bem-estar que sentem-se como se estivessem queimados de dentro para fora e perdem-se num estado de relaxamento total.

Este é o conceito do novo álbum de NCY Milky Band. Este quarteto de jazz electrónico de Nancy (França) é conhecido pelas suas experiências baseadas em jazz e groove. As onze faixas do álbum estão cheias de ideias inovadoras e de ligações musicais únicas. A banda é caracterizada pelo jogo disparatado do sintetizador e os círculos musicais borbulhantes de Louis Treffel.

A introdução “Magic Polo” é uma improvisação electrónica gravada em dez minutos com base no break da bateria complexa  de Paul Lefèvre. Em plano de fundo, podemos ouvir uma flauta de pistão tocada pelo baixista Antoine Léonardon.

As seguintes faixas cobrem uma grande variedade de ambiantes, desde baladas rítmicas e serenas como “Burn’in” ou “Politricks” até aos jams lentos como “Love Alert”, “L’ombre d’un Homme” e “Plus Profond”, nas quais o saxofone de Quentin Thomas expressa uma forte sensação de melancolia. A pressão aumenta de faixa para faixa até “Young Fiasco”, uma faixa sombria com um som de saxofone quase irreconhecível intercalado com fases de improvisação grosseiras. A última faixa, “Mermoz”, tem o nome da rua onde se encontra o Estúdio BMM. Este é o grande final, uma explosão de nostalgia e euforia levada pela incrível actuação do baterista Paul Lefèvre. Os instrumentos entrelaçam-se, criando o verdadeiro som desta experiência de Burn’in.

WTF—Pochettes_jazz_1
Genres

Kiss my Jazz

Jam to the latest jazz hits made in France. Ouvir agora